Memorize a mente de Deus

De Livros e Sermões Bíblicos

Recursos relacionados
Mais Por David Mathis
Índice de Autores
Mais Sobre The Bible
Índice de Tópicos
Recurso da Semana
Todas as semanas nós enviamos um novo recurso de autores como John Piper, R.C. Sproul, Mark Dever, e Charles Spurgeon. Inscreva-se aqui—Grátis. RSS.

Sobre esta tradução
English: Memorize the Mind of God

© Desiring God

Partilhar este
Nossa Missão
Esta tradução é publicada pelo Traduções do Evangelho, um ministério que existe on-line para pregar o Evangelho através de livros e artigos disponíveis gratuitamente para todas as nações e línguas.

Saber mais (English).
Como podes Ajudar
Se você fala Inglês bem, você pode ser voluntário conosco como tradutor.

Saber mais (English).

Por David Mathis Sobre The Bible

Tradução por Marcia Brando

Review Você pode nos ajudar a melhorar por rever essa tradução para a precisão. Saber mais (English).


Você já ouviu o tom para a memorizar as Escrituras milhares de vezes. Você foi persuadido de que os benefícios seriam incalculáveis, e que pode não haver melhor uso do nosso tempo do que guardar a palavra de Deus no coração, e armazená-la para uso futuro. Mas você já tentou várias vezes e simplesmente não conseguiu fazer a mágica acontecer.

Talvez isso trouxe de volta algum sentimento de que você não conseguia se livrar da memorização por repetição da escola, ou eventualmente você desistia e colocava a culpa em uma memória ruim. Você sabia que seria maravilhoso ter guardado um estoque das Escrituras, ou um grande arsenal de armas para o uso do Espírito. Mas se tudo fosse orientado a guardar para um tempo futuro incerto, e ter pouco a ver com o hoje, você provavelmente não teria muita urgência nisso.

Mas talvez o avanço poderia vir com uma simples mudança de perspectiva. E se a memorização das Escrituras realmente fosse sobre o hoje? Pelo menos por um minuto, esqueça algumas décadas passadas; deixe de lado a ladainha das revisões diárias de textos memorizados previamente; abandone a mentalidade de construir o armazém e estocar essa pilha, pelo menos como motivação principal. Ao invés disso, foque no presente. Memorizar as Escrituras, no seu melhor, é sobre alimentar sua alma hoje e mapear sua vida e mente para a vida e mente de Deus.

Molde sua mente para hoje

Tudo bem guardar tesouros brilhantes e armas preparadas para uso no futuro, mas se você foi feito do mesmo tecido que eu, você achará muito mais fácil adiar quando cada hoje parece já ter muito problema por si só (Mateus 6:34). Talvez a descoberta que você precisava para finalmente fazer alguns trajetos é simplesmente aplicar essa linha do Pai Nosso para a memorização da Bíblia: Dá-nos hoje o nosso pão de cada dia. (Mateus 6:11).

Quando sabemos as escrituras de cor, não estamos apenas memorizando antigos, duradouros e relevantes textos, mas estamos ouvindo e aprendendo a voz do nosso próprio Criador e Redentor. Quando memorizamos linhas da Bíblia, estamos dando forma aos nossos pensamentos no momento que imitamos a estrutura e a mentalidade da mente de Deus.

A boa teologia forma nossa mente de maneira geral para pensar os pensamentos de Deus, segundo Ele. Mas a escritura memorizada molda nossa mente, com tanta especificidade quanto é humanamente possível, para imitar as dobras e vincos da mente de Deus. A teologia nos leva ao estádio; as escrituras memorizadas, para o clube.

E então a memória da Bíblia não apenas nos prepara para talvez um dia, quando usaremos um verso memorizado num aconselhamento ou num testemunho ou na luta contra o pecado, mas ela contribui poderosamente no presente, nos tornando o tipo de pessoa que caminha no Espírito hoje. Contribui imediatamente agora para o seu ser "a ser renovado no modo de pensar" (Efésios 4:23) e a ser transformado "pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus" (Romanos 12:2). Não é então apenas acessível para nós em futuras tomadas de decisão e em batalhas contra a tentação em variados contextos, mas para o próprio ato de memorizar as escrituras conforme entendemos e nos comprometemos com o significado do texto, que muda nossas mentes no presente para nos fazer o tipo de pessoas que "experimentam (...) a vontade de Deus".

Memorizar a Palavra de Deus hoje, então, não é apenas um depósito numa conta para amanhã, mas ativos trabalhando para nós agora.

Alguns chamam isso de "Meditação”

Observe o aviso acima: "conforme entendemos e nos comprometemos com o significado do texto". Isso é, conforme inundamos o processo de memorização com a disciplina espiritual, e perdemos a arte, alguns chamam de "meditação".

Não há nada necessariamente da Nova Era ou Transcendental sobre meditação. A versão à moda antiga, elogiada através da Bíblia, é pensar profundamente sobre alguma verdade da boca de Deus, e revirá-lo em nossas mentes tempo suficiente para que sintamos um senso de seu significado em nossos corações, e então começamos a prever sua aplicação em nossas vidas. Meditar funciona em conjunto com a memorização das Escrituras, e tem uma carga tremenda em como lidamos com processos árduos. Para um, faz diminuir a velocidade. Podemos memorizar coisas muito mais rápido se não paramos para compreender e ponderar. Quando levamos a meditação a sério, procuramos não apenas entender o que estamos memorizando, mas também demoramos nele, e o sentimos, e até começamos a aplicá-lo conforme memorizamos.

Quando perseguimos uma memória das Escrituras com meditação, estamos não apenas armazenando para transformação posterior, mas aproveitando o alimento para nossa alma e experimentando a transformação hoje. E quando o foco é mais em alimentar e dar forma, então uma revisão constante é menos importante. Uma vez memorizados, textos agora esquecidos não são uma tragédia, mas uma oportunidade para meditar e moldar mais sua mente.

Redefina sua mente nas coisas do Espírito

Outro importante benefício hoje, não apenas no futuro, é como a memorização da Bíblia com meditação muda o foco de nossas almas para os negócios do dia. É o caminho para redefinir nossas mentes "nas coisas do Espírito" e então "viver de acordo com o Espírito" (Romanos 8:5), o que "é vida e paz" (Romanos 8:6).

A mistura de meditação com memorização nos ajuda a obedecer ao comando de Colossenses 3:2: "Mantenham o pensamento nas coisas do alto". Nos direciona para um dia com "verdades espirituais para os que são espirituais", ao invés de caminhar como "quem não tem o Espírito" e que "não aceita as coisas que vêm do Espírito de Deus" (1 Coríntios 2:13-14). E quando nos redefinimos nas coisas do Espírito, moldando nossas mentes com a palavra de Deus, o resultado é simplesmente excepcional. Paulo e Isaías perguntam: "quem conheceu a mente do Senhor para que possa instruí-lo?" e responde com essa belíssima revelação: "Nós, porém, temos a mente de Cristo." (1 Coríntios 2:16; Isaías 40:13).

A mente de Cristo é sua

Em outras palavras, o apóstolo tem duas respostas para a pergunta, Quem conheceu a mente do Senhor? A primeira está implícita na pergunta retórica de Romanos 11:34: “Quem conheceu a mente do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro?” Resposta: Ninguém. Sua mente é infinitamente além da nossa. "Quão insondáveis são os seus juízos, e inescrutáveis os seus caminhos!" (Romanos 11:33) Nenhum humano pode conhecer completamente a mente de Deus.

E Paulo ainda dá uma segunda resposta em 1 Coríntios 2:16: "Nós, porém, temos a mente de Cristo." Conforme nós não apenas lemos e estudamos as Escrituras, mas as entendemos, e então meditamos nelas e as memorizamos, cada vez mais "temos a mente de Cristo" à medida que somos moldados à sua imagem. Não podemos conhecer a mente de Deus exaustivamente, mas podemos fazer um progresso real gradual. E de alguma maneira, se é que existe, imprimir a mente de Deus em nossas mentes com a memorização e a meditação do que ele tem claramente dito nas escrituras.

Dois grandes efeitos

Um outro texto menciona "a mente de Cristo" e aponta para dois grandes efeitos da memorização da mente de Deus.

Filipenses 2:5, como a introdução para o famoso "hino de Cristo" de Filipenses 2:6-11, diz "Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus". E o que isso vai querer dizer? Duas coisas claras no contexto imediato são unidade (Filipenses 1:27-2:2) e humildade (Filipenses 2:3-4).

Não há melhor modelo para a harmonia no corpo de Cristo do que os membros prosperando juntos para conformar as suas mentes com a mente de Cristo, não apenas com conceitos cristãos, mas com a própria palavra de Deus. Ter a mente de Cristo nos fará catalisadores para uma comunidade de pessoas que "permanecem firmes num só espírito, lutando unânimes pela fé evangélica" (Filipenses 1:27), e que tem "o mesmo modo de pensar, o mesmo amor, um só espírito e uma só atitude." (Filipenses 2:2).

E tal "unidade de mente" segue de mãos dadas com a "humildade" em 1 Pedro 3:8. Poucas coisas cultivam uma mente humilde como submeter nossas mentes à palavra de Deus, memorizando-a. E então nos tornamos pessoas prontas a

Nada fazer por ambição egoísta ou por vaidade, mas humildemente considerem os outros superiores a si mesmos. Cada um cuide, não somente dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros. (Filipenses 2:3-4)

Guarde suas palavras em seu coração; construa um arsenal para lutar contra a tentação. Mas não perca hoje o poder transformador de memorizar a mente de Deus.