Como Devemos Responder a Amigos Que Estão Considerando o Divórcio?

De Livros e Sermões Bíblicos

Recursos relacionados
Mais Por John Piper
Índice de Autores
Mais Sobre Divorce & Remarriage
Índice de Tópicos
Recurso da Semana
Todas as semanas nós enviamos um novo recurso de autores como John Piper, R.C. Sproul, Mark Dever, e Charles Spurgeon. Inscreva-se aqui—Grátis. RSS.

Sobre esta tradução
English: How should we respond to friends who are considering divorce?

© Desiring God

Partilhar este
Nossa Missão
Esta tradução é publicada pelo Traduções do Evangelho, um ministério que existe on-line para pregar o Evangelho através de livros e artigos disponíveis gratuitamente para todas as nações e línguas.

Saber mais (English).
Como podes Ajudar
Se você fala Inglês bem, você pode ser voluntário conosco como tradutor.

Saber mais (English).

Por John Piper Sobre Divorce & Remarriage
Uma Parte da série 1994 Bethlehem Conference for Pastors

Tradução por Desiring God


Como devemos responder a amigos que estão considerando o divórcio?

Com lágrimas nos olhos, você deve procurá-los e insistir com eles para que não estilhacem a imagem de Cristo e sua Igreja.

A razão pela qual Deus diz não ao divórcio — e pela qual ele chama de adultério quando alguém se divorcia e se casa com outra pessoa — é que ele ordenou que o relacionamento de Cristo com a Igreja fosse claramente retratado nos casamentos de seu povo. De fato, ele ordenou isso para casamentos em geral.

Cristo jamais se divorcia de sua igreja — nunca, em quaisquer circunstâncias. E ele nos chama a sermos fiéis como ele.

Então, eu insistiria com meu amigo, Não faça isso! Então, eu me reuniria com eles e perguntaria, O que foi? Qual é o problema? Então, eu os ajudaria, seja em termos financeiros, de aconselhamento, repreensão, para ajudar no que quer que esteja tornando o casamento inviável.

Em alguns casos, você pode resgatar o casamento. Mas também perdemos pessoas em Bethlehem. Tivemos que tirar um homem da igreja recentemente, porque ele resistiu a toda forma de aconselhamento, amor e exortação que demos para ajudá-lo a não abandonar sua esposa.

Estou desencorajado a respeito desse assunto, de certa maneira, porque há muitos cristãos hoje em dia que estão encontrando permissão acadêmica para facilitar o divórcio. Francamente, em nossa cultura, precisamos dificultar — não facilitar — que as pessoas se divorciem.