Ação de Graças pelas Vidas dos Santos Imperfeitos

De Livros e Sermões Bíblicos

Recursos relacionados
Mais Por John Piper
Índice de Autores
Mais Sobre Biografia Cristão
Índice de Tópicos
Recurso da Semana
Todas as semanas nós enviamos um novo recurso de autores como John Piper, R.C. Sproul, Mark Dever, e Charles Spurgeon. Inscreva-se aqui—Grátis. RSS.

Sobre esta tradução
English: Thanksgiving for the Lives of Flawed Saints

© Desiring God

Partilhar este
Nossa Missão
Esta tradução é publicada pelo Traduções do Evangelho, um ministério que existe on-line para pregar o Evangelho através de livros e artigos disponíveis gratuitamente para todas as nações e línguas.

Saber mais (English).
Como podes Ajudar
Se você fala Inglês bem, você pode ser voluntário conosco como tradutor.

Saber mais (English).

Por John Piper Sobre Biografia Cristão
Uma Parte da série Taste & See

Tradução por Desiring God


Deus ordena que contemplemos a Sua glória, palidamente espelhada no ministério dos seus servos imperfeitos. Ele pretende que consideremos as suas vidas e olhemos através das imperfeições da sua fé e possamos ver a beleza do seu Deus. "Lembrai-vos dos vossos pastores, que vos falaram a palavra de Deus, a fé dos quais imitai, atentando para a sua maneira de viver." (Hebreus 13:7)

O Deus que molda o coração de todos os homens (Salmo 33:15) significa que as suas vidas devem manifestar a Sua verdade e o Seu valor. De Febe a São Francisco, o plano divino— mesmo falado pelo pagão Faraó — mantém-se firme para todos: "Para isto mesmo te levantei para em ti mostrar o meu poder, e para que o meu nome seja anunciado em toda a terra." (Romanos 9:17). Desde David, o Rei, até David Brainerd, o missionário, extraordinários e incompletos espécimes de piedade e sabedoria mantêm aceso o louvor à graça soberana nos corações dos santos que relembramos. "Isto se escreverá para a geração futura; e o povo que se criar louvará ao Senhor." (Salmo 102:18)

A história do mundo é um campo repleto de pedras quebradas, que são altares sagrados que se destinam a despertar louvor nos corações daqueles que tomarão o tempo para ler e relembrar. "Lembrar-me-ei, pois, das obras do Senhor: certamente que me lembrarei das tuas maravilhas da antiguidade. Meditarei, também, em todas as tuas obras, e falarei dos teus feitos. O teu caminho, ó Deus, é santo. Que Deus é tão grande como o nosso Deus?" (Salmos 77:11-13).

A finalidade da providência na história do mundo é o louvor do povo de Deus. Dezenas de milhares de estórias de graça e verdade têm como propósito serem lembradas para o aprimorar da fé e o sustentar da esperança e da orientação do amor. "Porque tudo o que dantes foi escrito para o nosso ensino foi escrito, para que, pela paciência e consolação das Escrituras, tenhamos esperança." (Romanos 15:4). Aqueles que alimentam a sua fé na história da graça irão viver as suas vidas para a glória de Deus.

As vidas dos nossos imperfeitos heróis cristãos são inspiradoras por dois motivos: porque eles são imperfeitos (como nós) e porque eles foram notáveis (ao contrário de nós). As suas falhas dão-nos a esperança que talvez Deus nos possa usar também. A sua notabilidade inspira-nos a aventurar para lá da mediania.

Como se explica que uma pessoa comum se liberte das rotinas de uma vida monótona para fazer algo notável? Isso normalmente acontece devido à inspiração dada por um homem ou uma mulher que admira.

Você tem algum herói? Costuma ler sobre a vida dos homens e mulheres que irromperam do seu molde e escaparam às garras da mediania? Porque não fazer uma resolução de ano novo? Leia uma biografia. Terás algum tempo para planejar isto e assim escolher um livro. Poderás até colocar o livro na sua lista de pedidos de Natal se começar a pensar nisso agora. Se o planejar, há uma hipótese que aconteça. Se não planejar, provavelmente não irá acontecer.

Estou a ler "John G. Paton: Missionary to the New Hebrides" (Missionário nas Ilhas Novas Hébridas). Tem valido cada hora gasta a ler só por este parágrafo. Quando ele decidiu ir até às tribos indígenas das Ilhas do Sul do Pacífico em 1856, um cavalheiro cristão contestou-o, dizendo "Serás comido pelos canibais!" A isto, Paton respondeu:

O teu próprio ser irá em breve ser deitado numa cova para lá ser comido pelos vermes; Eu te confesso, se eu puder tão somente viver e morrer a servir e a honrar o Senhor Jesus, não me fará qualquer diferença se eu for comido por canibais ou por vermes; e no Grande Dia o meu corpo ressurreto irá erguer-se tão formoso quanto o teu, à semelhança do nosso ressuscitado Redentor. (p. 56)

Este tipo de abandono em favor da causa de Cristo é o que incandesce o meu interior. Obrigado, Senhor, pelas vidas dos santos imperfeitos e repletos de fé.

Pastor John