Quando as Palavras São Como Vento

De Livros e Sermões Bíblicos

Recursos relacionados
Mais Por John Piper
Índice de Autores
Mais Sobre Sofrimento
Índice de Tópicos
Recurso da Semana
Todas as semanas nós enviamos um novo recurso de autores como John Piper, R.C. Sproul, Mark Dever, e Charles Spurgeon. Inscreva-se aqui—Grátis. RSS.

Sobre esta tradução
English: When Words Are Wind

© Desiring God

Partilhar este
Nossa Missão
Esta tradução é publicada pelo Traduções do Evangelho, um ministério que existe on-line para pregar o Evangelho através de livros e artigos disponíveis gratuitamente para todas as nações e línguas.

Saber mais (English).
Como podes Ajudar
Se você fala Inglês bem, você pode ser voluntário conosco como tradutor.

Saber mais (English).

Por John Piper Sobre Sofrimento
Uma Parte da série Taste & Se

Tradução por Desiring God

Jó 6:26

Acaso, pensais em reprovar as minhas palavras,
ditas por um desesperado ao vento?

Em sofrimento, dor e desespero, as pessoas geralmente dizem coisas que normalmente não diriam. Elas pintam uma realidade com traços mais escuros do que elas pintarão amanhã quando o sol nascer. Cantam em tons menores e falam como se essa fosse a única música. Elas só veem nuvens e falam como se não houvesse nenhum céu.

Eles dizem, "Onde está Deus?" Ou: "Não há razões para continuar." Ou: "Nada faz sentido algum." Ou: "Não há esperança para mim." Ou: "Se Deus fosse bom, isso não poderia ter acontecido."

O que devemos fazer com essas palavras?

Jó diz que nós não precisamos reprová-las. Essas palavras são como vento, ou literalmente "para o vento." Elas serão rapidamente levadas. Haverá uma mudança nas circunstâncias e a pessoa desesperada vai acordar da noite escura e lamentar palavras precipitadas.

Portanto, o ponto é, não vamos desperdiçar nosso tempo e energia reprovando essas palavras. Elas serão levadas pelo vento. Não é preciso cortar as folhas no outono. É um esforço desnecessário. Elas logo serão levadas.

Ó, quão rapidamente somos inclinados a defender Deus, ou às vezes a verdade, de palavras que são apenas para o vento. Se tivéssemos discernimento, poderíamos dizer a diferença entre as palavras com raízes e as palavras ao vento.

Existem palavras com raízes no erro e no mal profundo. Mas nem todas as palavras obtêm sua cor de um coração negro. Algumas são coloridas principalmente pela dor, pelo desespero. O que você ouve não é a coisa mais profunda lá dentro. algo real lá dentro, de onde elas vem. Mas é temporário—como uma infecção passageira—real, doloroso, mas não a pessoa verdadeira.

Que aprendamos a discernir se as palavras ditas contra nós ou contra Deus ou contra a verdade são meramente para o vento—não ditas pela alma, mas pela dor. Se elas são para o vento, vamos esperar em silêncio e não reprovar. Restaurar a alma não reprovando a dor é o objetivo do nosso amor.

Aprendendo a ouvir a alma,

Pastor John